WhatsApp Twuitter

Sábado, 05 de maio de 2018, 17h00

Prédios tombados no centro de SP abrigam ocupações


Um ‘cortiço‘, com pessoas vivendo até no vão do elevador, é como a arquiteta Nadia Somekh lembra do Edifício Martinelli nos anos 1970. Se o imóvel e outros espaços do centro foram revitalizados anos depois, outros tantos prédios marcantes da história da cidade de São Paulo permanecem em condições de moradia precárias.

É o que ocorre, por exemplo, no entorno da Cracolândia e também em trechos menos valorizados da área central, caso do Edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou na terça-feira, após um incêndio. A tragédia do Largo do Paiçandu expôs essa realidade, resultando na criação de uma lista com 67 imóveis ocupados que passarão por vistorias. Do total, ao menos 13 são tombados, um está em processo de tombamento e 14 são áreas no entorno de bens protegidos pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo.

Desse total, três ocupações chegaram a ser consideradas em um programa habitacional da cidade em 2016, mas foram descartadas, dentre outros motivos pelo suposto alto investimento necessário. Elas são o Edifício Nazareth, na Praça da Sé, o prédio da Rua Xavier de Toledo, 150, e o antigo Hotel Columbia, todos no centro.

Na mesma rua em que desabou o Wilton Paes de Almeida na terça-feira há outro imóvel tombado sob ocupação - no caso, na Rua Antônio de Godói, 23 e 27. O roteiro das invasões em edifícios que fazem parte da história da cidade passa ainda por endereços da Avenida São João e das Ruas Conselheiro Crispiniano, 7 de Abril, Marconi, José Bonifácio, Glete, Conselheiro Ramalho. Há prédios tombados, ocupados e sob necessidade de vistoria técnica até na Praça da Sé, marco zero da capital.

Até a história dos desabrigados pela tragédia do Paiçandu resvala na história paulistana. Acampam na frente da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, construída em 1725, que trouxe mais público para o centro e obrigou a abertura de mais vias na área.

Resgate. O desafio é dar novos usos a esses espaços. Conselheira no Conpresp pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), Marianna Al Assal aponta que, embora ocorra ‘nem sempre de maneira fácil‘, a habitação em bens desse tipo une dois pontos complementares: o direito à cidade e o direito à memória. ‘O tombamento não significa um fim, mas uma possibilidade de pensar alternativas de uso‘, aponta.

Para o professor de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (USP) Lucio Gomes Machado, a recuperação desses imóveis é vantajosa e permite modificações internas. ‘O restauro é mais difícil de fazer, precisa de um bom projeto, só que a conta no final é mais barata‘, garante.  



// matérias relacionadas

Terça, 22 de maio de 2018

13:00 - Nevoeiro atrapalha voos no aeroporto de Cumbica

Segunda, 21 de maio de 2018

14:30 - Após pichações, Pátio do Colégio instala grades removíveis em busca de proteção

11:34 - Capital paulista registra a madrugada mais fria do ano

11:30 - Acidente com carro na contramão deixa cinco mortos em rodovia de Tietê (SP)

Sábado, 19 de maio de 2018

17:30 - Imunização contra gripe só atinge 40% do previsto em SP

Quinta, 17 de maio de 2018

15:50 - Adolescente de 17 anos reage a assalto e é morto por causa de tênis em SP

Quarta, 16 de maio de 2018

09:34 - Jovem morto por PM de folga já queimou corpo de aposentado

Segunda, 14 de maio de 2018

17:10 - Jovem morre após levar cotovelada do namorado em Mogi das Cruzes

10:00 - Delegado da Polícia Federal é baleado no Morumbi, na zona sul de SP

09:44 - Invencibilidade do São Paulo esconde falhas da equipe nos últimos jogos


// leia também

Terça, 22 de maio de 2018

14:49 - Dois militares do Exército são presos em carro com armamento pesado

14:41 - Dinheiro recuperado pela Lava Jato vai para escolas públicas do Rio

14:30 - Jornalista Alberto Dines morre aos 86 anos

11:14 - Quatro em cada 10 paulistanos são contra beijos entre LGBTs em público

10:01 - Ensino a distância cresce mais que presencial, mas gera desconfiança

09:45 - Protestos de caminhoneiros bloqueiam estradas de 14 estados

Segunda, 21 de maio de 2018

20:00 - Denatran suspende pagamento de multas com cartão de crédito ou débito

18:03 - Avião que levava cantora Marília Mendonça atuava como 'táxi aéreo pirata'

17:39 - PRF registra interrupção de rodovias por caminhoneiros em 17 estados

16:00 - FUP define no dia 12 de junho data de greve com parada de produção