WhatsApp Twuitter

Quarta, 30 de maio de 2018, 00h00

Primeiro a pesquisa...


A greve dos caminhoneiros se transformou mesmo em um transtorno (ou não) para o futuro político do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes. Depois de o DEM anunciar que a pesquisa de intenção de voto contratada foi prejudicada por conta do desabastecimento de combustível e a consequente dificuldade de locomoção no interior do Estado; a Câmara de Cuiabá adiou - de novo - a apreciação das contas do democrata, referentes ao seu último ano de mandato.
 

... agora as contas

Segundo o presidente da Câmara de Cuiabá, Justino Malheiros (PV), as contas de Mauro Mendes não entraram na pauta da sessão plenária desta terça-feira (29) porque isso não foi discutido na reunião do Colégio de Líderes.
O encontro ocorre sempre às segundas-feiras, mas nesta semana, por conta da crise de locomoção em todo o país, acabou não ocorrendo.
Será que até as convenções os vereadores conseguem votar?
 

Enciclopédia

Desde que firmou o acordo de colaboração com a Justiça, o ex-governador Silval Barbosa vive para prestar depoimentos. São tantos os esquemas delatados que, volta e meia, ele é chamado para ‘tirar dúvidas‘ dos investigadores de algum caso.
Para a Controladoria Geral do Estado (CGE), o ex-governador se transformou quase que em uma ‘enciclopédia‘ da corrupção. Mais de 100 procedimentos instaurados lá devem contar com a ‘ajuda‘ de Silval para serem concluídos, os culpados responsabilizados e o dinheiro recuperado aos cofres públicos.

Especialistas...

A Câmara de Cuiabá se tornou especialista em desperdiçar dinheiro público e dar prejuízo à população. E não estamos falando do chamado cabide de empregos, nem dos valores dos salários e verbas indenizatórias dos vereadores. Trata-se das leis que são produzidas e aprovadas por lá.

...em desperdício

Nesta terça-feira (29), foi aprovado mais um projeto que preenche todos os quesitos para dar origem a uma ação direta de inconstitucionalidade, ou seja, se transformar em mais um processo tramitando - e não de graça - no Judiciário, que já anda abarrotado.
 

Na África

Vice-presidente do TCE, o conselheiro Luiz Henrique Lima está em Maputo, capital de Moçambique, para ministrar a palestra de abertura do Seminário Internacional organizado pelo Tribunal Administrativo do país. O encontro tem como foco o controle e a fiscalização de obras rodoviárias pelos Tribunais de Contas.
Lima apresentará um estudo mostrando o efeito devastador causado pela corrupção e pelo desperdício envolvendo essas obras. O evento começou nesta terça-feira (29) e segue até o dia 31.

Fadada ao veto


A mensagem trata do valor cobrado em estacionamento particular.
Foi rejeitada na Comissão de Constituição e Justiça e na Comissão de Meio Ambiente.
Teve os pareceres derrubados e acabou aprovada em plenário.
A tendência agora é que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), formado em Direito, vete o texto, o que não deve significar muita coisa, já que os parlamentares têm o poder de derrubar o veto.
Em outras palavras, vai sobrar para o Ministério Público e para a Justiça.

E pra quê?

Será que os nobres parlamentares já fizeram as contas de quanto todo esse processo custa para o cidadão que paga impostos?
Foi gasto tempo dos servidores do Legislativo, será gasto tempo dos servidores da Prefeitura e também dos servidores do Ministério Público e os do Judiciário... Tudo para decidir quanto um dono de estacionamento pode ou não cobrar no seu negócio privado?
Está faltando temas inerentes à população mais carente para serem debatidos?
 



// leia também

Domingo, 19 de agosto de 2018

00:00 - A regra é clara

Sábado, 18 de agosto de 2018

00:00 - Direito de todos

Sexta, 17 de agosto de 2018

00:00 - O tema do dia é...

Quinta, 16 de agosto de 2018

00:00 - Sem localização

Quarta, 15 de agosto de 2018

00:00 - Quebradeira 1

Terça, 14 de agosto de 2018

00:00 - Ainda a Ararath 1

Segunda, 13 de agosto de 2018

00:00 - Pensando bem

Domingo, 12 de agosto de 2018

00:00 - Vozes das ruas

Sábado, 11 de agosto de 2018

00:00 - Repercussão

Sexta, 10 de agosto de 2018

00:00 - Dia de protagonismo