WhatsApp Twuitter

Segunda, 11 de junho de 2018, 00h00

Enrolado


O que também anda enrolado, mas em outro Parlamento, a Câmara de Cuiabá, são as contas, também de 2016, do ex-prefeito Mauro Mendes (DEM). Pedidos de vista têm adiado a votação há tanto tempo quanto os deputados vinham prorrogando a votação das contas de Pedro Taques. O tucano, segundo o presidente da AL, Eduardo Botelho (DEM), devia emendas parlamentares, por isso a votação não saia. Já Mauro Mendes nem é mais prefeito. O que será que impede a apreciação?

Novela...

O governador Pedro Taques (PSDB) voltou a ameaçar apresentar os “motivos reais” pelos quais alguns de seus ex-aliados abandonaram o barco e resolveram apoiar outros projetos, que não sua reeleição ao

comando do Palácio Paiaguás, no pleito deste ano. Segundo os tais ex-aliados, o problema é que Taques não quer escutar ninguém e não aceitou ajuda ou conselhos durante o mandato.

...mexicana

O governador, por sua vez, afirma que a verdade é que não atendeu aos interesses de alguns. Mas não cita nomes e nem dá detalhes de que interesses seriam esses. Agora, voltou a prometer que vai expor um por um por. Só não disse quando. O que tanto mistério tem gerado, até agora, é curiosidade em quem acompanha a novela. Quem sabe nos próximos capítulos, não é mesmo?

Surpresa

A série de operações policiais por esquemas de corrupção que foram deflagradas ao longo dos últimos três anos têm um ponto em comum: em nenhuma delas restaram suspeitas sobre a deputada estadual Janaina Riva (MDB) que, aliás, está na lista dos poucos parlamentares que passaram ilesos pelo mar de acusações que sugeriram neste mandato. O curioso é que, em 2015, quando a legislatura teve início, Janaina era vista com desconfiança por muitos, devido à passagem de seu pai, o ex-deputado José Riva, pela política. Até agora, a parlamentar representa uma decepção a menos na conta dos mato-grossenses.

Quase

Depois que votou a tentativa de soltura do deputado Mauro Savi (DEM), a Assembleia Legislativa parecia que ia, enfim, limpar a pauta de votações dos projetos realmente importantes para o governo. Mas foi só um quase. As contas de Pedro Taques referentes ao exercício de 2016 saíram, mas o projeto que cria o Fundo de Estabilização Fiscal para o Estado, ficou. Quantas sessões sem quórum serão necessárias agora para que esse também seja aprovado?

Forçando a barra

Aliás, mesmo depois de o desembargador José Zuquim Nogueira atender o pedido do MP e baixar uma determinação de restrição as visitas a Mauro Savi, dizem, teve deputado aparecendo por lá e “dando show” com os agentes que controlam a entrada de pessoas no CCC. O nobre deputado não queria assinar o livro onde se registram as visitas dos presos e ainda teria tentado forçar a barra para entrar e conversar com o democrata.

 

Fora da lista

Quando o Ministério Público Estadual resolveu pedir ao Judiciário ordens por um maior controle às visitas que Mauro Savi (DEM) vinha recebendo no Centro de Custódia da Capital (CCC), identificou na lista dos visitantes da unidade prisional os nomes de apenas dois parlamentares. Os rumores, no entanto, são de que vários outros estiveram por lá, levando “solidariedade” ao democrata. Ou seja, alguns passaram sem deixar registro.
 



// leia também

Sexta, 17 de agosto de 2018

00:00 - O tema do dia é...

Quinta, 16 de agosto de 2018

00:00 - Sem localização

Quarta, 15 de agosto de 2018

00:00 - Quebradeira 1

Terça, 14 de agosto de 2018

00:00 - Ainda a Ararath 1

Segunda, 13 de agosto de 2018

00:00 - Pensando bem

Domingo, 12 de agosto de 2018

00:00 - Vozes das ruas

Sábado, 11 de agosto de 2018

00:00 - Repercussão

Sexta, 10 de agosto de 2018

00:00 - Dia de protagonismo

Quinta, 09 de agosto de 2018

00:00 - Neutralidade?

Quarta, 08 de agosto de 2018

00:00 - Fiel escudeira