WhatsApp Twuitter

Sexta, 26 de maio de 2017, 09h52

Pai pede dura condenação para o filho assassino

Keka Werneck, repórter do GD


Reprodução

Pai de Welington Fabrício de Amorim Couto, 31, que, em um período de 9 anos assassinou brutalmente duas mulheres com quem manteve relacionamento, veio a público pedir uma condenação dura para o filho, tanto na "lei dos homens, quanto na lei de Deus", e também desculpas à família da última vítima, a estudante de Direito, Dinéia Batista Rosa, 35, morta no último sábado (20), no bairro Serra Dourada, em Cuiabá.

Sem se identificar, alegando vergonha, o pai deu entrevista ao programa Cadeia Neles, da TV record, nesta quarta-feira (24) e reprisado ontem (25).

"Não perdoo meu filho e que as duas justiças sejam feitas, a justiça dos homens e a Justiça de Deus", pediu.

Aos parentes da vítima, disse, emocionado, que não tem culpa. "Nós não temos culpa disso, peço perdão pela minha família, meus filhos e que ele possa pagar pelo ato que cometeu, não apoio e não apoiarei em momento nenhum. Estamos em oração, sempre orando pela moça e por esse indivíduo que fez o que fez e hoje traz mais uma mancha para minha família, preocupação para meus filhos, mas vou superar e chegar ao ponto de em algum momento, se for possível e for aceito, de conversar com a família de Dinéia".

O pai do assassino afirma que é " do bem". Sente-se magoado e sem rumo pelo ocorrido.

"Não quero, não desejo visita no Dia dos Pais, nem no Dia das Mãe, Natal, quero só pedir isso ao Judiciário, nós corremos provavelmente risco também com relação a esse moço, eu tenho medo do meu filho", afirmou.

O pai destaca que o criou da melhor maneira possível e não sabe por que ele tomou rumos tão violentos. "Criei meu filho carregando em carro, levando em escola, trazendo para casa, levando para prática de esportes, indo para clubes e frequentando as melhores escolas de públicas de Cuiabá, para que fosse alguém como é o irmão dele, que hoje é advogado, esse menino teve a mesma esfera de tratamento. Sou do tipo paizão", detalhou.

O pai percebeu o temperamento agressivo e possessivo de Welington quando ele saiu da prisão, após cumprir parte da pena da primeira condenação.

"Percebi isso numa conversa após a saída do presídio, ele saiu com comportamento fechado, aquela pessoa que te olha, mas parece que não está te olhando, centrada, excessivamente centrada, isso me causou espanto e preocupação", detalha.

Em 2008, ele estrangulou com fio elétrico e tirou parte do seio da então companheira dele, Danevimar da Silva Dias, de 23 anos. O crime foi cometido no Residencial São Carlos, em Cuiabá. Pelo crime, foi condenado a 17 anos de prisão, em regime fechado. Cumpriu por 5 anos e saiu usando tornozeleira.

No último sábado, matou Dinéia, a estudante de Direito, estrangulada e desconfigurou o rosto dela a tijoladas, sendo preso 8 horas depois.
 

                     Confira o relato do pai neste vídeo. 

                      



// matérias relacionadas

Sábado, 09 de dezembro de 2017

08:33 - Homem esfaqueado usava documento falso

Quinta, 30 de novembro de 2017

17:22 - Homem é preso por assassinato após dar tiro em própria perna

Sábado, 25 de novembro de 2017

11:15 - Homem é assassinado com 4 tiros; rapaz sobrevive, após ser atingido por disparo

Quarta, 22 de novembro de 2017

09:30 - Foragido, empresário nega ter encomendado a morte de personal trainer

Terça, 21 de novembro de 2017

15:20 - 'Ele vai ser preso e pagar pelo que fez', diz vereador pai do personal morto a tiros

Sexta, 17 de novembro de 2017

17:08 - Assassinato de personal foi registrado por câmera de segurança - veja vídeo

Quinta, 16 de novembro de 2017

18:44 - Mandante acompanhou execução de personal; atiradores não foram identificados

08:37 - Homem morre baleado em rua da periferia de Cuiabá

Terça, 14 de novembro de 2017

16:57 - Justiça decreta prisão do acusado de encomendar morte de personal

11:11 - Suspeito de mandar matar personal é identificado pela polícia


// leia também

Sábado, 16 de dezembro de 2017

10:30 - Aproveite para fazer sua biometria agora; filas podem voltar no início do ano

10:15 - PRF proíbe interdições das rodovias federais durante Natal e Reveillon

08:46 - Projeção nas paredes da Catedral em celebração ao Natal começa hoje

08:40 - Prefeitura realiza mutirão de limpeza no Jardim Presidente II

Sexta, 15 de dezembro de 2017

11:50 - Temporal deixa famílias desabrigadas e causa estragos em residências de VG

10:14 - População sugere presentes de Natal para Cuiabá

Quinta, 14 de dezembro de 2017

16:59 - Faculdades oferecem mais de 110 mil bolsas de estudo em MT

15:41 - Sentir culpa todo o tempo é sintoma de quadro de depressão ou ansiedade

15:01 - Anvisa autoriza farmácias a aplicarem vacinas

13:56 - Carreta pega fogo e interdita pista na BR-163 em Nova Mutum