WhatsApp Twuitter

Quinta, 24 de agosto de 2017, 20h12

Escola do Tijucal recebe palestra sobre violência

Mára Santos, repórter TJ/MT


A Escola Estadual Estevão Alves Correia, localizada no bairro Tijucal participou na tarde desta quinta-feira da Campanha Justiça pela Paz em Casa. Os estudantes do ensino médio assistiram palestra ministrada pela juíza Ana Cristina Silva Mendes.

Esse ano, o tema da Campanha é “Justiça Restaurativa - Respeito pela Família”, e a iniciativa é da Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) em parceria com a Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT).

Durante a palestra, a juíza Ana Cristina deu destaque às estatísticas de violência contra a mulher ressaltando o número de mortes de mulheres no Brasil, que ocupa a 5ª posição no ranking.

Um dos aspectos levantados nesta campanha é de que o conflito não se restringe ao agressor e à vítima, mas que atinge todo o círculo familiar, situação abordada pela juíza. “Se fala muito da vítima como uma pessoa que sofre com a violência, mas muitas vezes estamos nos esquecendo do sofrimento que esses filhos passam diante da violência dentro dos lares”.

Para Ana Cristina, a aplicação da Justiça restaurativa é mais um mecanismo eficiente e que não interrompe o processo judicial. “É mais um mecanismo de combate, de prevenção, de proteção à família. A Justiça Restaurativa não veio para substituir a penalização naqueles crimes que ela é necessária, veio para trazer uma nova forma de dirimir os conflitos, não só de resolver os processos”, acrescentou a magistrada.

A discussão despertou a atenção dos estudantes que interagiram com a magistrada durante a palestra. Muitos relataram casos de violência doméstica registrados dentro de casa. O estudante do 2º ano do ensino médio, Jaílson Pedraça contou a história da irmã dele que foi agredida diversas vezes pelo marido. Para ele, levar a discussão para dentro da escola foi muito válido. “A discussão desses temas nos ajuda a enfrentar essas situações. Para nós, serve como orientação de como podemos chegar e falar, nos abrirmos com os professores, sabermos como lidar se soubermos de algum caso nesse sentido”, entendeu o estudante.

Para o coordenador da escola, professor João Justino, a iniciativa da Justiça em levar o tema para dentro das escolas é muito positiva. “Os alunos passam a compreender melhor porque essa é a realidade que eles vivem, vivenciamos isso todos os dias na escola. Ficamos meio impotentes, porque nem sempre sabemos que atitude tomar quando nos deparamos com esses casos de violência doméstica. É fundamental que a Justiça esteja presente sim nas escolas para debater temas dessa natureza”, observou o professor.

A 8ª Semana da Campanha Justiça Pela Paz em Casa é realizada em todo o País. Começou no dia 21 de agosto e termina nesta sexta-feira (25). Em Mato Grosso, o tema foi debatido em diversas escolas durante a semana e a juíza Ana Cristina fez um balanço positivo da Campanha. “Tivemos experiências muito importantes. Jovens muito abertos, que conseguiram contar suas histórias, e quando você ouve essas histórias, você sabe que a violência doméstica não é um dado estatístico, ela é uma realidade”, enfatizou a juíza.



// matérias relacionadas

Terça, 29 de maio de 2018

12:00 - Filho de pastor é preso por espancar namorada e tentar fugir para os EUA

Sábado, 05 de maio de 2018

07:58 - Ex-presidiário agride a ex com cabo de vassoura, apanha de vizinhos e é preso

Quarta, 18 de abril de 2018

14:52 - Marido espanca mulher com barra de ferro e faz ameaça de morte

Segunda, 02 de abril de 2018

13:04 - Lei destina 5% das moradias para mulheres vítimas de violência em VG

Quarta, 14 de março de 2018

17:52 - Idoso é preso por violência doméstica e posse de arma em MT

Segunda, 12 de março de 2018

16:38 - Tio espanca sobrinha de 14 anos até a morte por não concordar com namoro

Sexta, 09 de março de 2018

09:13 - PM atira contra homem que manteve ex-mulher trancada em casa

Domingo, 04 de fevereiro de 2018

15:09 - Mulheres vítimas de violência doméstica terão contato direto de policiais

Terça, 30 de janeiro de 2018

14:38 - Homem invade casa da ex-namorada e a esfaqueia com 9 golpes; PJC investiga

Domingo, 21 de janeiro de 2018

16:21 - Homem sai de VG, ameaça a ex dentro de boate sertaneja em Cuiabá e vai preso


// leia também

Quarta, 20 de junho de 2018

14:28 - Assembleia autoriza governo a fazer concessão da Salgadeira

13:00 - MP realiza estudo antropológico para definir o destino de bebê indígena

09:50 - Sine oferta mais de 1.500 vagas de emprego em Mato Grosso

07:30 - Família de esteticista diz que laudo deu respaldo para punir envolvidos

Terça, 19 de junho de 2018

18:17 - Governo do Estado rompe contrato com empresa responsável por obras de aeroporto

16:15 - Prefeitura de Cuiabá abre seletivo com 4 mil vagas e salários de até R$ 3,2 mil

14:35 - Bebê indígena continua internada em UTI em estado grave

13:35 - Homem morre após perder controle de moto e cair em estrada vicinal

12:15 - Alunos e professores da UFMT decidem retomar as aulas dia 25

09:00 - Morre trapezista que caiu durante apresentação