WhatsApp Twuitter

Terça, 13 de março de 2018, 08h50

Sem recursos, hospitais filantrópicos de MT ameaçam parar 100% dia 19

Elayne Mendes, repórter de A Gazeta


Chico Ferreira

Santa Helena é um dos que estão sem receber, assim como HGU e Santa Casa

Por falta de repasses do governo do Estado, Hospital Geral Universitário (HGU), Hospital Beneficente Santa Helena e Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá podem suspender 100% do atendimento de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na segunda-feira (19).

Segundo a Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehos), a situação, que já estava caótica, piorou após publicação das portarias 112 e 129 de 2017, que estabelecem, respectivamente, a redução no valor pago por leito de UTI de R$ 1,5 mil para R$ 1,2 mil e passou o prazo máximo para pagamentos, que eram feitos no mês subsequente, para até 90 dias.

Presidente da Fehos, Maria Elizabeth Alves explica que o último pagamento realizado às três unidades filantrópicas ocorreu em dezembro, quando o Estado regularizou atrasos anteriores. “Porém, desde então não fizeram nenhum outro pagamento e já estamos encerrando a primeira quinzena de março”. Ela enfatiza que as portarias foram publicadas de forma unilateral, sem qualquer tipo de diálogo com a direção dos hospitais. Por isso, no dia 16 de fevereiro, protocolaram na SES um documento solicitando a suspensão dos convênios de todos os leitos de UTIs. O prazo dado foi de 30 dias.

Outro lado

A SES afirma que não há valor pendente de pagamento em relação ao custeio das UTIs dos hospitais filantrópicos.

Os valores são repassados aos Fundos Municipais de Saúde de Cuiabá que fazem o pagamento pelos serviços contratados.

O custeio referente a novembro foi pago no dia 5 de fevereiro e o dezembro no dia 5 deste mês.

O prazo para o pagamento dos serviços de UTI executados no mês de janeiro de 2018 encerra-se no final de março, conforme critério definido pelas Portarias 129/2017 e 020/2018, que em seu artigo 14 diz que a “SES terá até o último dia do 2º mês, após a entrega da documentação referente à prestação de serviços para efetuar a transferência dos recursos”.



// matérias relacionadas

Terça, 19 de junho de 2018

09:06 - Governador afirma que equipamentos do Pronto Socorro já estão sendo negociados

Segunda, 18 de junho de 2018

08:31 - Número de obesos entre jovens mais que dobra em uma década

Sexta, 15 de junho de 2018

11:29 - Prefeitura tem aval do Estado para alugar equipamentos hospitalares

Quinta, 14 de junho de 2018

21:00 - Pelo menos 1,6% da população brasileira doa sangue; jovens são maioria

17:20 - Mulher aguarda 13h para ser atendida na UPA e marido se revolta

Quarta, 13 de junho de 2018

09:56 - Três em cada quatro idosos que fraturam o fêmur têm osteoporose

Sexta, 08 de junho de 2018

13:20 - Fundo emergencial de R$ 183 milhões não está atrelado à saúde, diz Botelho

Terça, 05 de junho de 2018

09:22 - Menina com hipotireoidismo ganha liminar, mas não consegue exame em hospital

Segunda, 04 de junho de 2018

12:52 - ANS suspende comercialização de 31 planos de saúde por reclamações

Quinta, 31 de maio de 2018

08:52 - Em Mato Grosso, 11 mortes estão confirmadas por Influenza


// leia também

Sexta, 22 de junho de 2018

12:39 - Motocicleta bate na traseira de caminhão e 2 homens morrem

10:50 - Motorista desvia de saco de lixo e capota carro

08:59 - Cuiabanos se aglomeram em praças e restaurantes para torcer pelo Brasil - vídeos e fotos

08:48 - Loja de rodas sofre incêndio após curto-circuito em Várzea Grande

Quinta, 21 de junho de 2018

17:52 - Corpo de homem que morreu afogado em córrego é encontrado

17:41 - Polícia prende homem que planejava atear fogo na casa da ex em Sinop

15:50 - Colisão entre carreta e Fiesta mata criança e deixa motorista ferido

15:25 - Jogo do Brasil e ponto facultativo alteram alguns serviços - confira expedientes

14:15 - Carretas batem de frente em rodovia e motorista morre preso às ferragens

09:05 - Advogado capota caminhonete e universitária morre na MT-170