WhatsApp Twuitter

Terça, 10 de julho de 2018, 10h55

câmera de segurança

Novo vídeo mostra detalhes de atropelamento e fuga de advogado - assista

Camila Paulino, repórter do GD


Novo vídeo gravado por uma câmera de segurança no bairro CPA 4, em Cuiabá, mostra outro ângulo do exato momento em que o carro conduzido pelo advogado Dyego Nunes da Silva Souza avança pela rua em alta velocidade e atropela duas pessoas, dentre elas o pintor Matiniano Cabral, 54, e foge em seguida, sem prestar socorro. O acidente ocorreu na noite de sexta-feira (6).

Divulgação

O pintor, que estava de costas para o carro, na rua, foi arremessado e sofreu algumas fraturas.

Leia também - Polícia prende homem com 115 diamantes brutos

Pessoas próximas ao acidente se desesperaram, correndo para ajudar a vítima.

O motorista, que dirigia um Ford Fiesta Sedan, ainda conseguiu desviar de outro automóvel que realizava uma manobra, fugindo em alta velocidade, sem prestar socorro.

Neste novo vídeo, não é possível ver quando ocorre o primeiro atropelamento de um homem, um pouco antes. Esta vítima sofreu apenas escoriações leves e não precisou ser socorrida.

Familiares e amigos registraram um boletim de ocorrência sobre o caso. Testemunhas que estavam no local conseguiram anotar a placa, passando aos agentes.

Investigadores foram até a casa do advogado, no bairro Morada da Serra, onde iniciou-se uma confusão entre o acusado, o advogado dele, Luciano Nascimento e os policiais.

O caso

O advogado Dyego Nunes da Silva Souza atropelou Martiniano Cabral e um outro homem na região do CPA 4. A vítima identificada foi levada ao Pronto-Socorro de Cuiabá, com alguns ferimentos, mas não corre riscos de morte.

Segundo a PJC, testemunhas relataram que um veículo Ford Fiesta seguia em uma rua no bairro CPA 4, por volta de 21h10, quando atropelou o pedestre e fugiu do local.

Ele estaria embriagado e por isso fugiu sem prestar socorro. Dyego ligou e pediu ajuda ao amigo e advogado Luciano Carvalho.

Uma equipe da Deletran foi até a residência do proprietário do Ford Fiesta, no bairro Morada da Serra, onde encontrou o veículo estacionado com o para-brisa quebrado e a lateral riscada.

O suspeito se recusou a realizar o teste do bafômetro e teria resistido a prisão.

O advogado Luciano Carvalho do Nascimento tentou impedir a prisão do colega informando que não se tratava de flagrante.

Segundo a PJC, ele soltou um cachorro pit bull na equipe da Deletran. Os policias então acionaram outros policiais da GOE, que entraram na residência e prenderam ambos.

Os advogados alegam que os policiais agiram com truculência e agrediram os dois. Luciano ficou com alguns ferimentos e, ainda na Delegacia do Verdão, foi atendido pela equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e em seguida levado a uma unidade de saúde, para atendimento médico e para realizar exames.

Dyego Nunes foi solto na tarde de sábado (6) após pagar fiança de 3 salários mínimos, equivalente a R$ 2,8 mil. Já Luciano Carvalho, também liberado, vai responder termo circunstanciado de ocorrência.

O advogado entrou com pedido de investigação do comportamento dos policiais na Corregedoria da Polícia Civil. Segundo ele, houve violações das prerrogativas durante o exercício da profissão.



// matérias relacionadas

Terça, 10 de julho de 2018

17:21 - Pintor atropelado sofre fraturas e processará advogado por indenização - veja vídeo

Segunda, 09 de julho de 2018

16:50 - Advogado que denunciou agressão exige providências contra policiais - veja vídeo

Sábado, 07 de julho de 2018

17:43 - Investigadores repudiam, mas advogados são liberados após confusão

10:20 - Advogado afirma ter sido agredido por policiais durante trabalho


// leia também

Sexta, 20 de julho de 2018

18:45 - Presidente do CRM-MT condena tentativa de barrar atendimentos em saúde

16:34 - Mulheres correm mais risco de sofrer infarto que os homens

11:40 - Santa Casa de Rondonópolis suspende atendimento em UTI pediátrica

09:52 - Irmão de Riva fica ferido após capotar Hilux em rodovia

09:15 - Adolescente morre após se afogar em praia do Rio Araguaia durante festival

09:12 - Prefeitura avalia medida judicial para auxiliar famílias abrigadas em ginásio esportivo

08:32 - Secretaria de Saúde confirma 11 mortes por influenza em Mato Grosso

07:58 - Motociclista morre ao ser atingido por caminhonete

07:42 - Denúncia diz que Arcanjo ameaçou concorrentes e voltou a reunir jagunços

07:26 - Preso, doutor Bumbum afirma que foi perseguido por homem com fuzil